06/09/2013

A Caminho da Simplicidade

Quem quiser espreitar o meu guest post no Blog The Busy Woman and the Stripy Cat, uma reflexão sobre a importância da simplicidade a caminho da felicidade, pode vê-lo aqui.




3 comentários:

Anónimo disse...

Diana,
Li seu comentário. Também tenho recebido muita inspiração dos posts da Rita. Eu mesma tenho sido desde sempre, inconscientemente, uma minimalista...(e sobrevivente, by the way). Entretanto, é triste observar como somos poucos ainda, como as pessoas consomem desenfreadamente, sem a mínima reflexão... imagine esse cenário em um país como o Brasil, que experimenta um pseudo (a meu ver) crescimento e um deslumbramento coletivo com o recém-adquirido **poder de consumo**. É patético.

ramonabats disse...

Oi Diana,
Gostei mt do teu texto e concordo com o q dizes relativamente ao consumismo. Hoje em dia as pessoas querem ser instantaneamente satisfeitas e desta forma andam constantemente insatisfeitas. Tudo é substituível, incluindo as pessoas, e todos os dias podemos observar isso na forma como certas empresas, por exemplo, tratam os seus funcionários. Os valores que importam vão ficando para trás e tudo avança demasiado depressa...

Diana A. disse...

Ramonabats,

A maioria das pessoas passa grande parte do dia a trabalhar e isso geralmente implica partilharmos o nosso dia com colegas de trabalho. É óbvia a importância de uma boa relação entre colegas e com o patrão.
No entanto acho que há cada vez mais desconfiança e competição.
Eu não consigo fazer uma separação entre o meu trabalho e a minha vida pessoal...claro que evito levar os meus problemas para o trabalho, mas tento que o convívio com os meus colegas não aconteça apenas lá.
Há sempre dias difíceis, mas podemos tentar simplificar as coisas e melhorar as nossas atitudes. E isso reflecte-se em tudo.